quinta-feira, Fevereiro 21, 2008

"Madeira: Uso e Conservação", de Armando Luiz Gonzaga

LINK: www.monumenta.gov.br/upload/Caderno%20Madeiraweb_1173383037.pdf

Em formato PDF, gratuito download no site acima, é um Caderno Técnico muito útil
que nos fala de uma forma simples e directa sobre as madeiras, desde a sua constituição primária fisica e química, a classificação, a degradação, tratamentos diversos de conservação, derivados de madeira e usos diversos.

sábado, Janeiro 26, 2008

Diferentes escolhas de madeira para soalhos

Não tem nada a ver com o perfil deste blog mas achei interessante inserir este link, porque dá-nos uma perspectiva simples sobre as variadas escolhas para madeira usada em soalho. Para além disso existem outros sub-links dentro do principal, interessantes de se visitarem.

quarta-feira, Novembro 01, 2006

Cola de Queijo

A cola de queijo, ou caseinato de cálcio (ou cola de caseína), é um dos adesivos mais antigos conhecidos, usada desde a antiga civilização egípcia. Mencionada em tratados de importantes tratadistas como Ceninni ou Theóphilus, é descrita como sendo uma cola forte, compacta que resiste eficazmente á humidade, usada na construção de estruturas retabulares, mobiliário e painéis que servem de suporte de pintura.

Pensa-se que neste suporte de pintura quinhentista, em madeira de carvalho, tenha sido usado cola de queijo para adesão das juntas das tábuas. O adesivo em excesso, durante a colagem antiga, veio à superfície, deixando este aspecto. As marcas comprimidas na madeira ao longo da junta são devido ao aperto menos cuidado dos grampos, talvez num restauro antigo, enquanto as tábuas estavam desligadas umas das outras. Outros pregos foram martelados em intervenção antiga.

Observação de 2005.

domingo, Outubro 29, 2006

remoção de podridão em suporte de pintura sobre madeira

Pormenor de uma intervenção de restauro num suporte de pintura sobre carvalho, na fase de remoção de madeira podre até atingir um substrato de material lenhoso com suficiente integridade estrutural.



Vistas gerais das obras: http://garmiellis.spaces.live.com/PersonalSpace.aspx?_c11_PhotoAlbum_spaHandler=TWljcm9zb2Z0LlNwYWNlcy5XZWIuUGFydHMuUGhvdG9BbGJ1bS5GdWxsTW9kZUNvbnRyb2xsZXI%24&_c11_PhotoAlbum_spaFolderID=cns!3F44A46A2D8D2E51!485&_c=PhotoAlbum
Pormenor de uma prancha de carvalho profundamente bio-deteriorada por combinação de térmita, caruncho e fungo xilófago. A madeira encontra-se em perfeito estado de desintegração, em forma de placas - por causa das galerias existentes abertas pelos insectos xilófagos - e em forma de cubos - por causa do ataque fúngico denominado "podridão cúbica".

sábado, Outubro 28, 2006

podridão em pintura de cavalete

A podridão é muitas vezes o resultado de um estado de má conservação de uma obra de arte composta por madeira. No caso da pintura de cavalete com suporte de madeira, a maior parte das vezes proveniente de edificios sem gestão climatérica, i.e., conventos, igrejas, capelas, o caso da podridão "xilófaga" - ou ataque de fungos xilófagos - toma irreverentemente um avanço tal no estado de degradação quimica e posteriormente fisica da madeira que, muitas vezes, torna-se inevitável a sua remoção. Dentro das várias podridões existentes que podem danificar a madeira, a podridão cúbica, ou seja, a degradação e destacamento da madeira em forma de blocos cúbicos - é das piores situações de fragilidade estrutural que uma pintura sobre madeira pode chegar.
Quando um suporte chega a ter um desenvolvimento de podridão cúbica avançado, não existem muitas soluções técnicas que consigam manter a resistência estrutural da matéria de forma a garantir a sua estabilidade. Na verdade, não existe nenhuma solução satisfatória para obter esse efeito. Igualmente, os Institutos de Conservação existentes no mundo - que têm capacidade de criar e desenvolver soluções químicas para resolver problemas de reabilitação fisica de determinados materiais - até hoje não apresentaram nenhuma "mistura" ou componente que faça o desejado.
Há anos, em Portugal, foi experimentada uma mistura usando química orgânica cruzada com resinas acrílicas e ceras minerais e vegetais, mas para além do manuseamento ser altamente tóxico e cancerígena, também não se conseguir chegar a um efeito de consolidação e rigidez desejado dos pedaços cúbicos da madeira podre.
Na prática da intervenção em Conservação e Restauro, é incontornável a maior parte das vezes efectuar-se o desbaste da madeira mais solta da zona podre, tentando contudo chegar a remoção ao encontro do nivel de madeira mais densa - ou menos atacada - do local afectado, mas deste modo nunca beneficiando o conceito máximo de preservação da matéria que é original à obra.

sexta-feira, Setembro 08, 2006

podridão cúbica

















Cerejeira com o fuste completamente minado de ataque fúngico, fungo este chamado fungo xilófago, porque ataca a lenhina da madeira (substância estrutural da estrutura lenhosa). A evolução deste tipo de ataque biológico resultou aqui numa podridão cúbica, porque a madeira desintegra-se me secções cúbicas as quais se desfazem facilmente. Cerejeira encontrada em zona rural em Seia, Agosto 2006.